Prefeitura anuncia suspensão de decreto que flexibilizava abertura do comércio de Porto Velho

Marcos Holanda Casagrande 29/04/2020 09:57:36 Notícias
noticias
Porto Velho — Foto: Prefeitura de Porto Velho/Divulgação


A Prefeitura de Porto Velho anunciou nesta terça-feira (28), por meio da assessoria, que irá suspender por tempo indeterminado os efeitos dos decretos nº 16.633 e 16.629, que tratam sobre a flexibilização do comércio da capital.

O prefeito Hildon Chaves deve fornecer mais informações em coletiva de imprensa prevista para a quarta-feira (29).

No documento que suspende os efeitos dos dois decretos, o prefeito segue com o estado de calamidade pública no município, decretado no dia 23 de março pela ordem municipal 16.612 e modificado no dia 8 de abril pelo decreto 16.620. Com isso, voltam às regras mais rígidas de abertura do comércio, com autorização de funcionamento apenas a alguns segmentos considerados essenciais.

O decreto 16.612 considera atividades essenciais aquelas "indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, assim considerados aqueles que, se não atendidos, colocam em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população".

No decreto 16.620, Hildon Chaves proíbe atividades como: a realização de eventos e de reuniões de qualquer natureza, além do funcionamento de galerias de lojas e comércios, shopping centers e centros comerciais.


Casos em Rondônia


Até esta terça-feira (28), Rondônia tem 413 casos confirmados do novo coronavírus e, desses, 11 mortes. Oito óbitos foram registrados apenas em Porto Velho. O balanço foi divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

A Secretaria Estadual de Saúde ainda divulgou que:


  • 77 pacientes estão internados com novo coronavírus;
  • 37 casos suspeitos;
  • 40 casos confirmados;
  • 107 pessoas curadas;
  • 1.393 casos descartados;
  • 71 casos estão aguardando resultado no Lacen.

Curta a nossa pagina no facebook

Postagens Semelhantes